.

quinta-feira, 15 de março de 2018

VIOLÊNCIA: "Vereadora do PSOL é morta a tiros no Rio"

A vereadora Marielle Franco (PSOL), 38, foi morta na noite desta quarta (14) na rua Joaquim Palhares, no Estácio, zona norte do Rio.
Ela e o motorista do carro em que estavam foram baleados e ambos morreram. Uma assessora que a acompanhava sobreviveu.
A polícia interditou a rua e realiza uma perícia no local. Testemunhas ouviram cerca de dez tiros no momento do crime.
Ela voltava do evento “Jovens Negras Movendo as Estruturas”, uma roda de conversa na Lapa (centro), quando foi interceptada pelos criminosos.
A vereadora era aliada do deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL), que ficou em segundo lugar na eleição para prefeito do Rio. 
As informações são da Folha de São Paulo.
Blog do VT

RN: "Governo Robinson atrasa pagamento e pipeiros ameaçam suspender abastecimento de água no interior"

O pagamento dos terceirizados que operam o serviço de carros-pipa no interior do Rio Grande do Norte está atrasado há três meses. Ao todo, 60 empresas fazem o trabalho, abastecendo 16 cidades atingidas pela seca. Alguns dos pipeiros ameaçam cruzar os braços se não receberem o dinheiro.
De acordo com o Gabinete Civil do Governo, o motivo do atraso foi a demora na abertura do orçamento do Estado neste ano, que foi publicado no Diário Oficial já no dia 16 de fevereiro. “Além disso, houve a implantação de um novo sistema financeiro pela Secretaria de Estado de Planejamento e das Finanças, o Sistema Integrado de Planejamento e Gestão Fiscal (Sigef). Assim, todos os processos tiveram de ser remanejados, o que retardou o trâmite processual até o pagamento”, afirmou o Gabinete Civil, através de nota.
A expectativa do Executivo Estadual é de que a situação seja regularizada até a semana que vem. “Durante este período, a operação foi mantida sem qualquer interrupção ou prejuízo à população”, acrescentou o Gabinete Civil.
Blog do Seridó



ATUAÇÃO: "Fátima Bezerra ergue a voz em defesa do Rio Grande do Norte e cobra inclusão do estado em linha de crédito para segurança"

A senadora Fátima Bezerra cobrou nesta quarta-feira (14), da tribuna do Senado, a inclusão do Rio Grande do Norte entre os beneficiários da linha de crédito financeiro que o Governo Federal anunciou para estados e municípios, via Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), para a área de Segurança Pública. Os recursos, no valor total de R$ 42 bilhões, serão destinados a ações diversas.
Segundo o Jornal Tribuna do Norte, que noticiou o assunto nesta terça-feira (13), a informação de que o estado não está entre os contemplados foi confirmada pela própria assessoria do BNDES. O governo de Michel Temer alega a “precária saúde financeira” do Estado para honrar seus compromissos com a dívida ao longo dos próximos oito anos. A senadora afirma que o motivo é outro: discriminação.
“Não aceitaremos que o RN seja mais uma vez relegado à própria sorte. Nosso estado está entre os mais violentos do país, o governo não tem sequer os recursos suficientes para pagar a folha de pessoal em dia, como não ajudar uma população dessas? Isso é um absurdo. Mais um!”, exclamou a senadora.
Fátima observou que o Rio Grande do Norte é hoje um dos estados mais afetados pela violência urbana do país e que Natal chegou a ser apontada pela ONG mexicana Conselho Cidadão para Segurança Pública e Justiça Penal como a cidade mais violenta do Brasil e a décima do mundo. A lista da ONG é baseada no número de homicídios por 100 mil habitantes e analisa municípios com mais de 300 mil habitantes.
 “O Observatório da Violência do RN, o Óbvio, também tem mostrado, por meio de estatísticas e levantamentos semanais, que o quadro é dramático não só na capital, mas em todo o estado. O Rio Grande do Norte precisa de ajuda!”, concluiu a senadora.
Roberto Flávio