.

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

ECON: "Dr. Marcus Tullius(Gastro Hepatologista) é o especialista desta sexta(16)"


NOTA: "Comunicado importante"

O Blog do Ivanildo Souza comunica que, continua mantendo a sua posição de imparcialidade.
Ontem, divulgamos a Agenda da Coligação "É Daqui Prá Melhor", uma vez que os seus representantes nos enviaram a referida programação.
Até este exato momento, não recebemos por parte da Coligação "Gente Cuidando da Gente" nenhuma agenda política, ou programação de comícios ou/e passeatas.
Mais uma vez, quero lembrar que este espaço, está aberto a qualquer uma das duas coligações que queiram divulgar suas agendas.
Para que não exista nenhuma dúvida, quanto a lisura, desse espaço democrático, segue abaixo meus contatos:

Email: ivanildodopt@homail.com
Celular: 84-99644-2217
Watsapp: 84-99644-2217





PARELHAS: "Debate entre os candidatos a prefeito acontece neste sábado(17)"

Está marcado para o próximo sábado(17), á partir da 14:00hs, o debate entre os candidatos a prefeito de Parelhas, Alexandre Petronilo(PMDB) e Tiago Almeida(DEM).
O debate acontecerá ao vivo nos estúdio da Rádio Rural AM Parelhas e terá como mediador o Blogueiro Marcos Dantas.
As regras já foram definidas pela justiça eleitoral e aprovadas pelas duas coligações.

SANTANA DO SERIDÓ: "Depois da Comunidade Tuiuiú, domingo(18) será a vez da Comunidade São Bento receber a caravana 55"

Será no próximo domingo(18), mais uma concentração política da Coligação "Unidos Por Uma Santana Melhor."
A movimentação, será nos moldes da que aconteceu na Comunidade Tuiuiú no último final de semana, onde uma verdadeira multidão compareceu para dizer sim a Hudson e Tatiana.


Comissão do Senado aprova reforma política que acaba com coligações

A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado aprovou nesta terça-feira (13) uma proposta de reforma política que visa reduzir a quantidade de partidos políticos no país.
O texto acaba com coligações em eleições proporcionais a partir de 2020 e estabelece uma cláusula de barreira para o funcionamento dos partidos.
O funcionamento parlamentar de cada partido fica vinculado à aquisição de 2% dos votos válidos em todo o país a partir das eleições de 2018.
Esse percentual deve estar distribuído em, pelo menos, 14 unidades da Federação, cada uma delas devendo também ter um mínimo de 2% dos votos. Afim de se fazer uma transição, em 2022, esse percentual subiria para 3%.
Somente ao obedecer esses preceitos as legendas terão acesso ao fundo partidário e ao tempo de propaganda em rádio e TV.
A PEC é de autoria dos senadores do PSDB Ricardo Ferraço (ES) e Aécio Neves (MG).

ELEIÇÕES 2016: "PF deflagra operação contra grupo que prometia fraudar urnas eletrônicas"

A Polícia Federal cumpriu ontem, durante a deflagração da Operação Clístenes, que investiga um grupo que prometia fraudar urnas eletrônicas nas eleições municipais de 2016, três mandados de prisão preventiva, dois em Brasília (DF) e um em Xangri-lá (RS), três mandados de condução coercitiva, em Xangri-lá, Canoas (RS) e Piripiri (PI), e cinco mandados de busca e apreensão: em Canoas, Xangri-lá, Goiânia (GO) e dois em Brasília.

"Robinson ameaça decretar calamidade nas finanças do RN"

O governador Robinson Faria, acompanhado dos demais governadores das regiões Norte e Nordeste, reforçou em Brasília o pedido de ressarcimento das perdas do Fundo de Participação dos Estados (FPE). A reivindicação feita ao Ministro da Fazenda Henrique Meirelles retoma o pleito da carta entregue ao presidente Michel Temer no final de junho solicitando a inclusão de um texto específico para beneficiar as unidades federativas menores no Projeto de Lei 257/2016.
O PLP 257/2016 estabelece o Plano de Auxílio aos Estados e cria medidas de estímulo ao reequilíbrio fiscal. No entanto, os estados das regiões Norte e Nordeste pouco aproveitam da proposta apresentada pelo Governo Federal, uma vez que são pouco endividados e suas dívidas com a União conjuntamente mal chegam a 5% da dívida total dos entes.
Robinson e governadores de mais 13 Estados ameaçam decretar calamidade financeira, caso o Governo Federal não conceda a ajuda de R$ 7 bilhões para repor as perdas dos repasses federais.

Bandidos explodem caixa eletrônico no prédio da Secretaria Estadual de Saúde

Na madrugada desta quarta-feira (14), por volta das 03h50, uma quadrilha fortemente armada invadiu o prédio da Secretaria Estadual de Saúde e explodiu o caixa eletrônico do Banco do Brasil que funciona no local.
Vários equipamentos do prédio localizado na Av. Deodoro da Fonseca foram danificados, inclusive, a porta de um dos elevadores.
Até o momento as autoridades da Segurança Pública ainda não emitiram nenhuma informação sobre o ocorrido e não se sabe a quantia levada pelos bandidos.

Prioridade de Eduardo Cunha agora será livrar sua mulher da prisão

Após a cassação de seu mandato, por votação na Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB/RJ), agora já se mobiliza para impedir que sua esposa, Claudia Cruz, sofra as consequências de sua derrota. Agora a prioridade do deputado passa a ser livrar sua mulher da prisão.
Segundo a colunista Mônica Bergamo, do jornal ‘Folha de S. Paulo’, Cunha estaria convencido de que o Ministério Público Federal dificilmente concordará em dar a ele os benefícios da delação premiada, como cumprir a pena fora da prisão, porém poderia concordar em aliviar eventual condenação de Claudia Cruz, caso ele decida revelar o que sabe aos procuradores.
Investigado pela Lava Jato, Cunha tem muitas informações sobre grandes empresas que teriam negociado com ele benefícios na Câmara dos Deputados e em setores do governo. Ainda segundo informações da colunista, o deputado esteve em encontros entre as empresas com a cúpula do PMDB, inclusive com Michel Temer.

BRASIL: "Temer nega boatos de que vá ‘destruir’ saúde e direitos trabalhistas"

O presidente Michel Temer negou nesta quarta-feira (14) que seu governo tenha como “objetivo central destruir a saúde, a educação e o direito dos trabalhadores”. Ele “convocou” deputados e senadores para que “contestem aqueles que queiram vilipendiar os fatos”. Segundo ele, mudanças na jornada de trabalho ainda estão em estudo pelo governo. “É muito desagradável que um governo seja tão estupidificado e tão idiota de que chega ao poder para restringir o direito de trabalhadores, acabar com saúde e acabar com a educação”, afirmou o presidente. “As redes sociais têm um poder extraordinário. É preciso combatê-los [os boatos], e eu vou combatê-los.”
Temer citou a polêmica envolvendo as declarações do ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, que afirmou ter intenção de oficializar uma carga horária diária de até 12 horas de trabalho. Atualmente a jornada é de oito horas por dia, na maioria dos casos. Na opinião de Temer, a proposta “bombou” nas redes sociais de forma equivocada. Segundo o presidente, a proposta de ampliação da carga horária de trabalho deve passar pela aprovação de uma convenção coletiva, com representantes do governo, patrões e trabalhadores. Sem dar detalhes, ele falou até em redução do número de dias trabalhados.

COLUNA DO BARBOSA: "O primeiro já se foi: Thau Cunha. Falta o segundo; Fora Temer"

O primeiro golpista, talvez o maior de todos, já se foi. Numa votação humilhante com um placar de 450 votos a favor e apenas 10 contra, o "todo poderoso" Eduardo Cunha teve o seu mandato de deputado cassado. Cunha agora está inelegível por oito anos. Tomara que abandone a vida pública, o Brasil agradece. Agora, resta-nos esperar o Fora Temer que já começa a criar corpo.
O mentor do golpe, Eduardo Cunha, deixa a vida pública e de mordomias depois de mais de nove meses de manobras e muita polêmica. Um episódio que começou em 15 de março, com a alegada mentira do peemedebista de que não tinha contas na Suíça.
Sem o mandato parlamentar, ex-presidente da Câmara perde a prerrogativa de ser julgado pelo Supremo e deve ter processos enviados ao juiz Sérgio Moro que já proferiu 106 condenações na Lava Jato. Veja as encrencas judiciais que acompanharão Cunha na Justiça.
Navios-sonda
Em 3 de março, por unanimidade, o STF aceitou a primeira denúncia contra Eduardo Cunha pela suspeita de recebimento de propina pela venda de navios-sonda da Petrobras. Nesse processo, o deputado é acusado de receber US$ 5 milhões pagos como propina para liberar contrato do estaleiro Samsung Heavy. Segundo a PGR, o deputado usou requerimentos para chantagear o lobista Júlio Camargo e o grupo Mitsui a pagarem esse valor. É réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.
Contas na Suíça
Em 22 de junho, o Supremo aceitou, também por unanimidade, denúncia da Procuradoria-Geral da República de que Cunha manteve contas secretas na Suíça abastecidas com dinheiro desviado de contratos da Petrobras. O relator da Operação Lava Jato, Teori Zavascki, argumentou que há “indícios robustos” para abrir a ação penal contra o peemedebista e apurar os crimes de lavagem de dinheiro, corrupção passiva, evasão fiscal e falsidade eleitoral.
Porto Maravilha
Em 10 de junho, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentou uma terceira denúncia contra Cunha pela suspeita de recebimento de propina de R$ 52 milhões em obras no Porto Maravilha. De acordo com a acusação, o dinheiro foi pago mediante liberação de recursos da Caixa Econômica Federal a empreiteiras para benfeitorias do terminal no Rio. Ex-vice-presidente da Caixa indicado por Eduardo Cunha para o cargo, Fabio Cleto disse, em delação premiada, que o deputado recebeu essa propina em uma conta no Uruguai.
Schahin
O Ministério Público Federal ainda acusa o peemedebista de se utilizar de requerimentos parlamentares para pressionar donos do grupo Schahin a manter contratos com o doleiro Lúcio Funaro. Os procuradores alegam que, como pagamento, Cunha recebeu a quitação de dívidas de alguns carros que estão em nome de uma produtora pertencente à sua família.
BTG Pactual
É investigado junto com o dono do BTG Pactual, André Esteves, por corrupção e lavagem de dinheiro. O inquérito apura se Cunha vendeu emendas parlamentares que beneficiaram o BTG. Relator da Lava Jato, o ministro Teori Zavascki concluiu que o caso não está relacionado aos desvios apurados na operação e abdicou da relatoria.
Setor elétrico
É acusado pelo procurador-geral da República de “liderar uma célula criminosa em Furnas”, empresa subsidiária da Eletrobras investigada na Operação Lava Jato. Conforme depoimento de delação premiada do ex-senador cassado Delcídio do Amaral (MS), Cunha atuou na Câmara para alterar a legislação do setor elétrico, entre 2007 e 2008, a fim de favorecer a empresa Serra da Carioca II, na venda de ações para Furnas, e o doleiro Lúcio Funaro, considerado operador financeiro de Cunha.
FGTS
Segundo o delator Fábio Cleto, ex-vice-presidente da Caixa Econômica Federal, 1% dos contratos com recursos do Fundo de Investimento do FGTS era desviado em forma de propina. Desse percentual, 80% ficavam com Cunha, segundo acerto com o doleiro Lúcio Funaro.
Agora o que se espera é que o juiz Sérgio Moro mande prender Eduardo Cunha. Esse sim, tem motivos mais do que suficiente.
Ah, antes que esqueça:
Fora Temer!