.

terça-feira, 19 de setembro de 2017

ATUAÇÃO: "Vereadora Romisélia Araújo trás curso de inseminação artificial para Parelhas"


Atendendo ao requerimento 428/2017 de autoria da vereadora Romisélia Araújo, a EMATER está realizando um curso e INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL ministrado por Jerônimo Corrêia.
O curso terá a duração de três dias, sendo que pela manhã ministra-se a parte teórica e pela tarde a prática.

De acordo com Jerônimo Corrêia, os produtores farão o protocolo a base de hormônio, para depois de 10 dias já inseminarem suas vacas. 
A primeira inseminação será doada pelo curso e as posteriores os criadores terão acesso com um custo muito baixo.

Para vereadora Romisélia, esse curso trará muitos benefícios para o produtor rural parelhense.

"Através desse curso e da inseminação, os  agricultores trarão para  nossa terra o  melhores reprodutores do mundo, inclusive touros holandeses que através da prática desse curso, serão importados dos Estados Unidos por um custo muito baixo, em torno de 25 reais por inseminação, podendo através da EMATER, conseguir créditos para desempenharem o que aprenderam no curso". Destacou a vereadora Romisélia. "Fico muito feliz em poder ajudar o homem e a mulher do campo, através do  mandato que o povo me confiou". Finalizou


PROBLEMA RESOLVIDO: "Depois de matéria do Blog ônibus volta a pegar os alunos de "detrás" da serra"

O Blog recebeu a informação de que o ônibus escolar, "o amarelinho" que havia sido retirado das comunidades que ficam por trás da serra, voltou a fazer "a linha", pegando e deixando os alunos.
De acordo com o nosso contato a prefeitura já mandou de volta o transporte escolar e tudo voltou ao normal, depois do apelo feito pela moradora e da matéria publicada ontem no Blog.

DO BLOG: "Parabéns a comunidade por não se calar e parabéns ao senhor prefeito pela sensibilidade em não deixar vários alunos sem aulas. Alguém já costuma dizer que FAZENDO O CERTO, NÃO TEM COMO DÁ ERRADO!"


ELEIÇÕES 2018: "Lula continua liderando pesquisa"

Nos cenários para o pleito de 2018, Lula segue o favorito — inclusive no segundo turno —, seguido por Jair Bolsonaro, João Doria, Marina Silva, Geraldo Alckmin e Ciro Gomes. No primeiro turno, nas intenções de voto espontâneas, Lula tem 20,2%; Bolsonaro, 10.9%; Doria, 2,4%; Marina, 1,5%; Alckmin, 1,2%, empatado com Ciro Gomes.
Ainda no primeiro turno, na intenção de voto estimulada, foram desenhados três cenários. Nos três, a classificação é a seguinte: Lula, Bolsonaro e Marina Silva. Os quartos colocados mudam entre Alckmin, Doria e Ciro Gomes.
Já para o segundo turno, a pesquisa CNT/MDA preparou 12 cenários estimulados. Em cinco, o nome de Lula foi colocado como opção de resposta. Ele lidera nos cinco: ganharia de Aécio (41,8% a 14,8%), Alckmin (40,6% a 23,2%), Doria (41,6% a 25,2%), Bolsonaro (40,5% a 29,5%) e Marina (39,8% a 25,8%). Bolsonaro teria o melhor desempenho nesses cenários de derrota para o petista.
Marina só não ganharia de Lula: derrotaria Alckmin (28,4% a 23,6%), Aécio ( 33,6% a 13%), Doria (30,5% a 22,7%) e Bolsonaro (29,2% a 27,9%). Ainda em votações estimulados para o segundo turno, Bolsonaro venceria Alckmin (28% a 23,8%), Aécio (32% a 13,9%) e Doria (28,5% a 23,9%).

POSITIVO OU NEGATIVO?: "Projeto de Lei pretende regulamentar a profissão de Blogueiro"

O Projeto de Lei 8569/17, do deputado federal Lindomar Garçon (PRB/RO), apresentado na última semana (13) à Câmara pretende regulamentar a profissão de “Blogueiro”. Com isso, a ideia é que os profissionais que publicam conteúdo na web por meio de sites ou blogs possam ter status legal e gozar dos mesmos direitos e deveres de outras profissões reconhecidas no país. Ainda não há nenhum parecer do Plenário acerca do tema nem comissões definidas para avaliar a proposta.
Seja como o for o PL8569/17 é bastante simples. Conta com apenas cinco artigos e, essencialmente, define a profissão da seguinte maneira:
Art. 2°/ I – Blogueiro: o profissional que faz uso de plataforma tecnológica, da blogosfera, com endereço fixo na rede mundial de computadores, para a publicação de material jornalístico e compartilhamento de informações.
As atividades legais do profissional seriam basicamente publicar conteúdo informativo em algum endereço web, e essas pessoas poderão requerer registro profissional de jornalista ou de comunicador caso — além de comprovarem terem um blog ou site ativo — façam parte dessas categorias.
Mas não seria necessário ter diploma de jornalista ou comunicador para ser reconhecido como blogueiro oficialmente. O texto do PL8569/17 requer que o profissional tenha apenas o diploma do Ensino Médio ou equivalente.
“Ao estipular a formação mínima necessária para o profissional blogueiro, reforçar-se-á a ideia de proteção de um patrimônio nacional incalculável, a nossa língua portuguesa, sem incidir em preciosismos, mas por entender necessário um cuidado mínimo com a língua escrita”, discorre o texto de justificativa do deputado.
Positiva ou negativa?
Contudo, o principal argumento de Lindomar Garçon para transformar esse projeto em lei de fato é a possibilidade de responsabilizar legalmente blogueiros pelo conteúdo que publicam na rede. Em essência, eles teriam o mesmo dever com a verdade que é próprio do jornalista ou comunicador.
“É, sobretudo, medida preventiva por delimitar e balizar a atividade dos profissionais de blog, facilitando serem legalmente responsabilizados pela veiculação de informações quando as mesmas forem abusivas”, reforça o deputado.
Como tudo isso ainda não passa de um projeto de lei apresentado hoje na Câmara, não há como saber se a proposta vai seguir adiante, muito menos prever como será o teor do texto final, que pode passar por inúmeras modificações até chegar a uma eventual forma de aprovação.

DEBANDADA: "Políticos sérios estão deixando o PMDB do RN para não serem chamado de “quadrilheiros”

A debandada do PMDB do RN é muito grande.. Prováveis candidatos na próxima eleição sabem que o PMDB está completamente malhado perante o eleitorado em razão dos escândalos que seus caciques estão envolvidos.
Muitos filiados estão esperando a abertura da janela de fidelidade pela Justiça Eleitoral para saírem do PMDB que está sendo chamado pela imprensa nacional e Ministério Público de “quadrilhão”. Quem for candidato pelo PMDB ne eleição do ano que vem será chamado de quadrilheiro..
A ex-prefeita de Mossoró Fafá Rosado pensa em ser candidata a deputada estadual, e comenta-se que ela deixará o PMDB para não ser chamada de quadrilheira.
Blog do Primo

RN: "Governo decreta de novo situação de emergência por seca em 153 municípios"

O Governo do Rio Grande do Norte decretou, por mais 180 dias, a situação de emergência por causa da seca em 153 municípios do estado. O decreto foi publicado nesta terça-feira (19) no Diário Oficial do Estado (veja AQUI a íntegra do documento). Esta é a nona vez seguida de decretação de emergência devido à estiagem que já dura pelo menos seis anos consecutivos, segundo o Governo.
De acordo com a publicação, estima-se que o setor agropecuário, incluindo-se a pesca do Rio Grande do Norte, venha sofrendo, anualmente, uma perda de receita da ordem de mais de R$ 4 bilhões (72,30% na agricultura; 27,70% da pecuária) por causa da estiagem.
Além disso, o decreto ressalta que dos 47 reservatórios monitorados no primeiro semestre de 2017, 11 estão secos e 18 estão em volume morto, “levando-se a considerar a situação hídrica atual do Rio Grande do Norte como extremamente crítica”.

MUDANÇA: "Dodge mantém só dois nomes de Janot na Lava Jato"

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que tomou posse nesta segunda-feira (18), oficializou os nomes de oito integrantes que passam a compor o Grupo de Trabalho da Lava Jato na PGR (Procuradoria-Geral da República). Dodge manteve apenas 2 dos 10 procuradores que atuavam no grupo na gestão anterior, de Rodrigo Janot.
Os nomes foram publicados nesta terça (19) no “Diário Oficial da União”. A nova procuradora-geral também especificou na portaria as atribuições dos membros do Grupo de Trabalho da Lava Jato.
Eles trabalharão em regime de dedicação exclusiva, poderão tomar depoimentos, participar de audiências judiciais, solicitar documentos que auxiliem na investigação e participar da celebração de acordos de delação premiada. As funções são similares às da gestão anterior.
O Grupo de Trabalho da Lava Jato será composto pelos procuradores Herbert Reis Mesquita, José Alfredo de Paula Silva (coordenador), José Ricardo Teixeira Alves, Luana Vargas Macedo, Marcelo Ribeiro de Oliveira, Raquel Branquinho, Maria Clara Barros Noleto e Pedro Jorge do Nascimento Costa.
Os dois últimos, Noleto e Costa, são os remanescentes do antigo grupo nomeado por Janot. As informações são de REYNALDO TUROLLO JR., Folha de São Paulo.