.

.
.

domingo, 28 de maio de 2017

PESAMENTO INDÍGENA: "Se acabar a FUNAI, quem vai ter prejuízo é militar que está empregado lá"


Em 1983, a Folha de S.Paulo publicou na primeira página uma foto de Mário Juruna (1943-2002) tomando café no Congresso. A reportagem descrevia a irritação do cacique xavante, primeiro indígena eleito à Câmara, com um churrasco insosso que lhe serviram: “Gente branca não sabe comer carne”.
Não era seu único incômodo. Se acabar a Funai (Fundação Nacional do Índio), criada em 1967 pela ditadura, “vai ser bom pra índio, pois Funai não faz nada pra Índio”, disse. “Quem vai ter prejuízo é militar, que está empregado lá.”


Nenhum comentário: