.

sábado, 12 de maio de 2018

CALADO É UM POETA: "Bolsonaro compara tortura na ditadura com "palmadinha no bumbum"

O  pré-candidato a presidência Jair Messias Bolsonaro, comparou as atrocidades sofridas pelos presos durante a ditadura militar, como apenas uma palmadinha no bumbum para educar.

Comentando a divulgação do memorando da CIA, onde diz que o General Ernesto Geisel, presidente do Brasil entre 1974 e 1979 autorizou a execução de opositores durante a ditadura militar, o "Mito" soltou essa: "Errar, até na sua casa, todo mundo erra. Quem nunca deu um tapa no bumbum do filho e depois se arrependeu?”.

Bolsonaro faz a alegria de seus adversários quando abre a boca, calado é um verdadeiro poeta!


Nenhum comentário: