.

.
.

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

BRASIL: "Bolsa Família será preservado mesmo com cortes"

Os Ministérios da Integração Nacional, das Cidades e dos Transportes foram os mais afetados pelo corte orçamentário de R$ 10,7 bilhões anunciado pelo governo federal nesta segunda-feira. As três pastas concentram juntas mais de R$ 4 bilhões desse valor e sairão mais prejudicadas para que despesas consideradas prioritárias sejam preservadas. Em nota, o Ministério do Planejamento informou que gastos obrigatórios como o Bolsa Família, salários de servidores e despesas com saúde e educação serão preservados, assim como seguro desemprego e abono salarial.
O órgão também explicou que as medidas foram tomadas por conta do “cenário econômico adverso” e da “grande frustração de receitas”. Os cortes atingem gastos destinados ao investimento, à manutenção do funcionamento dos órgãos do governo federal, pagamento de aluguel, água, luz, transporte, passagens e diárias.

Nenhum comentário: