.

.
.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

LULA: "Foi um gesto de “insanidade” do presidente da Câmara dos Deputados"

Dizendo-se “indignado”, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, nesta quinta-feira, que a abertura de um processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff foi um gesto de “insanidade” do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que estaria colocando interesses pessoais acima dos do país.
— No dia em que a presidente Dilma consegue aprovar as novas bases para o Orçamento de 2015, recebe um gesto de insanidade, que é o pedido de impeachment — afirmou Lula, após reunião de meia-hora com o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB).
Para Lula, o risco é que a crise política aprofunde a crise econômica: A presidente fazendo um esforço incomensurável para aprovar o ajuste (fiscal), recuperar a economia, mas o presidente da Câmara me parece que tomou a decisão de não se preocupar com o Brasil.

Nenhum comentário: