.

domingo, 22 de outubro de 2017

REJEITADOS: "Pré-candidatos ao governo do RN querem distância de Agripino e Garibalde"

Os senadores José Agripino e Garibaldi Alves estão com um grande problema para eleição de 2018.
Desgastados por várias denuncias do Ministério Público Federal e investigações da Polícia Federal por suspeitas de envolvimentos recebimento de propinas e práticas de corrupção, os senadores estão na eminência de não terem candidato ao governo do RN.
Tudo pelo fato dos atuais pré-candidatos não manifestarem o desejo de receberem o apoio de Garibaldi e Agripino.
Os candidatos ao Governo do Estado não querem o apoio dos senadores por que sabem que eles poderão contaminar o palanque com suas rejeições e desgastes..
Comenta-se que Carlos Eduardo Alves está fugindo do seu primo Garibaldi Alves como o diabo foge da cruz.
O desembargador Claudio Santos tem sido procurado pelos senadores ‘lava jato’, como estão sendo chamados Garibaldi e Agripino, mas procura educadamente evitar aproximação.
A senadora Fátima Bezerra até por divergências ideológicas e políticas não quer passar nem perto da dupla de senadores.
Pode sobrar Robinson, mas será que o governador quer?
Especialistas em política tem dito que onde os senadores ‘lava jato’ estiverem, a derrota do candidato será eminente.
Uma coisa é certa, seja qual for o palanque dos senadores Garibaldi e Agripino esse será chamado de ‘palanque lava jato’. Diante desse quadro, os senadores serão forçados a inventar um candidato ao governo em 2018.
Blog do Primo

Nenhum comentário: