.

.
.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

RETALIAÇÃO: "Ato de Eduardo Cunha, aceitando o pedido de impeachment foi resposta ao PT".

Os dirigentes, parlamentares e ministros do PT apontam que a origem da decisão do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, ao aceitar a abertura do processo de impeachment, está opção da bancada do partido de fechar questão a favor da admissibilidade do processo por quebra de decoro parlamentar contra o peemedebista.
Houve uma reunião da bancada do PT e logo depois, o líder do partido, Sibá anunciou a opção do petistas contra Eduardo Cunha no Conselho de Ética. Era o clamor dos petistas e isso influenciou muito a posição da bancada”, disse. Sibá afirmou não temer chantagem. “Não tenho medo dessas coisas”.
Logo depois da decisão anunciada pelos deputados do PT, de votar a favor da admissibilidade do processo contra Cunha, no Conselho de Ética, o presidente da Câmara, anunciava a abertura do processo de impeachment contra a presidenta da República, Dilma Roussef.

Nenhum comentário: