.

.
.

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Candidato que tentou fraudar o Enem era secretário de Saúde no Ceará

Segundo reportagem do Fantástico deste domingo (13), a quadrilha que fraudava o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já tinha contato com as respostas da prova antes de sábado passado (5), quando a prova foi aplicada. O principal objetivo era ajudar candidatos fraudadores na prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias, principal prova para quem quer prestar medicina.
Um candidato de 34 anos, Antonio Diego Lima Rodrigues, “já tinha tido acesso ao gabarito da prova e ao tema da redação antes mesmo do início das provas”. Ele recebeu ligações da quadrilha poucos minutos após o fechamento dos portões. Todas as 45 respostas da prova de Ciências foram passadas em menos de 7 minutos.
O candidato fraudador é secretário de Saúde, em Alto Santo, no Ceará, e já se passou por médico no Piauí. Pela cola eletrônica foi investido entre R$ 40 mil e R$ 50 mil. Ele acabou exonerado, informa o telejornal. A quadrilha de Montes Claros, interior de Minas, recrutava estudantes e professores para fazer as provas e repassar as respostas por telefone. Com Sofia Azevedo, outra estudante que acabou pega no esquema, os pagamentos foram de R$ 100 mil, caso fosse aprovada.

Nenhum comentário: