.

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

CORRUPÇÃO: "Calero pode ter gravado Temer e na PF ele envolve o presidente"

Depois de acusar o ministro palaciano Geddel Vieira Lima de tráfico de influência, o ex-titular da pasta da Cultura, Marcelo Calero, atirou para cima. Em depoimento à Polícia Federal, Calero envolveu Michel Temer no caso Geddel.
Calero declarou que foi “convocado” por Temer. Reuniu-se com o presidente no Planalto, em 17 de novembro. O termo de depoimento anota que, “nesta reunião, o presidente disse ao depoente que a decisão do Iphan havia criado ‘dificuldades operacionais’ em seu gabinete, posto que o ministro Geddel encontrava-se bastante irritado.”
Mais: “O presidente disse ao depoente para que construísse uma saída para que o processo [que resultou no embargo da construção de prédio no qual Geddel comprara um apartamento] fosse encaminhado à AGU [Advocacia-Geral da União], porque a ministra Grace Mendonça teria uma solução.”
Calero disse que outro ministro, Eliseu Padilha (Casa Civil), também intercedeu em favor de Geddel, reiterando a orientação para que o caso fosse submetido à AGU. O depoimento do ex-ministro encontra na Procuradoria-Geral da República, que analisa as providências a serem adotadas.

Nenhum comentário: