.

.
.

sábado, 20 de maio de 2017

LAVA-JATO: "Robinson e Fábio Faria negam acusação"

Um dos vídeos liberados na delação da JBS, cita o governador do Estado, Robinson Faria e o deputado Fábio Faria, seu filho. O lobista da JBS Ricardo Saud, informou aos investigadores que a JBS teria pago propina aos então candidatos em troca da venda da Companhia de Águas e Esgotos (Caern). Segundo o lobista, o dinheiro foi pago, mas o acordo não foi a termo porque a empresa desistiu, já temendo implicações na Lava Jato. Em nota, o governador negou a afirmação e disse que apenas recebeu doações legais de campanha da empresa.
No vídeio, Ricardo Saud conta que o primeiro contato com os dois foi em um jantar com Joesley Batista. “Não temos nada no RN e nem temos interesse no RN mas a gente estava montando empresa de concessões, queria trabalhar na concessão de águas e esgotos como fizemos em outros estados”, disse, explicando que o grupo teria proposto em troca de apoio financeiro ficar com a Caern.
NOTA DE ESCLARECIMENTO
Sobre a citação do governador do Rio Grande do Norte Robinson Faria e do deputado federal Fábio Faria na delação da JBS, é preciso esclarecer os seguintes pontos:
1 – Ambos informam que conheceram a JBS no período eleitoral e confirmam que receberam doações da empresa citada, somente durante o período de eleições, oficialmente, legalmente, devidamente registradas na Justiça Eleitoral e sem qualquer contrapartida nem ato de ofício;
2 – Não existia, da parte de Robinson e Fábio Faria, qualquer motivo para que houvesse desconfiança em relação à origem da doação feita por meio de contatos do PSD Nacional;
3 – É importante ressaltar que, desde a campanha eleitoral, Robinson Faria tem destacado em inúmeras declarações públicas e entrevistas que não pretende e nem irá privatizar a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN), o que seria, segundo o delator, a motivação do suposto pagamento irregular;
Por fim, Robinson e Fábio Faria consideram absurdas as declarações do delator que chama de propina contribuições eleitorais lícitas, com o claro objetivo de se livrar de crimes graves praticados.
Robinson Faria, governador do RN
Fábio Faria, deputado federal pelo RN


Nenhum comentário: