.

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Rogério Marinho recebeu doação eleitoral da Guararapes

O deputado federal do RN Rogério Marinho é investigado em três inquéritos criminais no Supremo Tribunal Federal, mas alega não se preocupar com acusações antigas que não o tornaram réu. Em suas campanhas, o deputado costuma receber contribuições de empresários e companhias do ramo da construção civil, segundo a Agência Estado.
Em 2014, constam entre suas doações declaradas repasses de dinheiro da empreiteira Odebrecht, do banco BTG Pactual, do Café Três Corações, da Ale Combustíveis e da Guararapes Confecções (Lojas Riachuelo), cujo dono Flavio Rocha tem proximidade com Marinho e participa de debates com ele.
Recentemente, Rocha foi denunciado pelo Ministério Público por calúnia e injúria contra a procuradora regional do Trabalho Ileana Mousinho. Ela movera uma ação cobrando indenização coletiva de R$ 37,7 milhões da empresa, por irregularidades em confecções terceirizadas que prestam serviço na cadeia de produção da Guararapes. Marinho classificou a ação do MP como um “atentado” contra o emprego.

Nenhum comentário: