.

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

PROCURADOR: “Lamentavelmente, Lula se corrompeu”

O presidente da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), Leandro Paulsen, iniciou às 8h30 o julgamento da apelação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) contra a condenação pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do apartamento tríplex no Guarujá (SP). A acusação é de que o imóvel teria sido um presente da construtora OAS para Lula.
O relator, desembargador João Pedro Gebran Neto, disse no início de sua fala, que os magistrados julgarão os fatos. “Vamos fazer o julgamento dos fatos, não da vida pregressa das pessoas”.  Ele leu um resumo da sentença de do juiz da primeira instância, Sergio Moro, que condenou o ex-presidente a nove anos e meio de prisão e foi seguido pelo representante do Ministério Público, Maurício Gotardo Gerum.
O procurador disse que não é porque a acusação é contra o ex-presidente Lula que é preciso ter a escritura do apartamento tríplex no Guarujá registrada em cartório no nome do petista. Gerum disse que o processo penal é um jogo de “prova contra prova” porque não há recibo de corrupção e afirmou que “Lula lamentavelmente se corrompeu”. 
As informações são de Valor Econômico.

Nenhum comentário: