.

.
.

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

...E NA TERRA DE CÁSSIO CUNHA LIMA

Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra Domiciliar (Pnad), 40 mil domicílios na Paraíba não dispunham de rede de esgotamento sanitário até dezembro de 2014. Entre os males que afetam a população em decorrência de esgotos lançados livremente nas ruas e em cursos de água estão a leptospirose, amebíase, além da diarreia, que afeta sobretudo crianças. No ano passado, dez crianças com menos de um ano de vida morreram na Paraíba em virtude da diarreia, segundo o Departamento de Informatica do SUS (DataSUS).
O representante da Arquidiocese da Paraíba responsável pela divulgação da CF 2016, padre Egídio de Carvalho, explica que a igreja quer chamar a atenção das pessoas e das autoridades para as violações à natureza e, dentro desse contexto, a falta de saneamento básico que tem gerado muitos problemas. “Essa casa comum que está sendo ameaçada é o nosso planeta e, em meio a essa situação, a população sofre com falta de água potável, exposição a doenças pela falta de esgotamento sanitário e coleta de lixo”, disse o padre Egídio de Carvalho.

Nenhum comentário: