.

.
.

quarta-feira, 25 de maio de 2016

APOIO: "No Congresso, Jucá diz que Temer pediu para ele ficar"

Exonerado do Ministério do Planejamento, o senador Romero Jucá (PMDB-RR) foi à tribuna da Câmara nesta terça-feira, durante abertura da sessão do Congresso Nacional que irá votar a proposta que altera a meta fiscal do governo.
Mais uma vez, Jucá afirmou que não tomou nenhuma atitude para atrapalhar a Lava-Jato e que o presidente interino Michel Temer pediu que ele ficasse, mas que ele entendeu que é melhor se afastar até que o procurador-geral da República responda o questionamento dele.
O senador reagiu à senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) , que falou de sua saída, acusando-a de fazer um discurso “irresponsável”.  Afirmou: “Esse assunto que a senadora Vanessa tratou aqui de forma tão irresponsável, tratarei amanhã no discurso no plenário do Senado. Estarei à disposição dos fundamentalistas, petistas, arrivistas, qualquer um que queria levantar o questionamento. A Folha deu interpretação errônea às minhas palavras. O presidente Michel pediu para eu continuar, mas entendi que o melhor seria me afastar até para evitar esse tipo de manifestação atrasada e babaca — disse Romero Jucá.

Um comentário:

Anônimo disse...

FICA A DICA PARA O BLOGUEIRO
https://secure.avaaz.org/po/petition/Supremo_Tribunal_Federal_Suspendam_a_nomeacao_dos_ministros_de_Temer_alvos_da_LavaJato/?sLPHJkb