.

sexta-feira, 7 de abril de 2017

MÁ GESTÃO: "Falta de controle e fiscalização na gestão das finanças em Natal"

A obediente e disciplinada bancada do prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT) na Câmara Municipal de Natal aprovou, como verdadeiro “rolo compressor”, o projeto que autoriza o uso de R$ 204 milhões do Fundo de Previdência dos Servidores Municipais. Foram 21 votos contra 4, repetindo-se o resultado da primeira votação, na semana passada. 
Apesar da aprovação no Legislativo, o projeto deixa um rastro de descobertas que o tornaram polêmico. A primeira revelação, feita pela vereadora Natália Bonavides (PT) e confirmada tanto pelo prefeito numa pitoresca conversa telefônica em viva voz com os vereadores, quanto pelo Natalprev oficialmente à Justiça, através de planilhas requisitadas pela juíza Patrícia Gondim Moreira Pereira, da 1ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Natal, foi a de que o Fundo já vinha sendo utilizado desde 2015, pasmem, sem qualquer autorização legislativa. 
O fato revela uma quase que completa falta de controle e de fiscalização das finanças municipais, seja por parte dos órgãos de controle externo ou da própria Câmara.

Agora RN


Nenhum comentário: