.

sábado, 1 de julho de 2017

GARIBALDE: "Henrique está preso injustamente e haverá de provar inocência"

O senador Garibaldi Alves Filho (PMDB) acredita que, no decorrer do processo jurídico, o ex-deputado e ex-ministro Henrique Eduardo Alves “haverá de provar sua inocência”. O primo e aliado político do senador está preso em Natal desde o dia 6 de junho, quando foi um dos alvos da Manus, operação deflagrada pela Polícia Federal que apura possíveis crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa.
 Na avaliação de Garibaldi, Henrique foi detido “injustamente”. “Isso já foi demonstrado pelos seus advogados, que vão recorrer da decisão”, complementa o senador, sem especificar os motivos para essa avaliação.
 A prisão de Henrique Alves, comandante estadual do partido, transformou o cenário interno do PMDB em um ambiente conturbado. Mediante as indefinições quanto ao futuro da legenda e os projetos para as eleições de 2018, após reuniões e debates, os membros da sigla resolveram nomear o deputado federal Walter Alves como presidente interino.
“Como vice-presidente, o deputado Walter Alves vai assumir interinamente [a presidência estadual do partido]. O ex-deputado Henrique, inclusive, colaborou para isso”, relata Garibaldi.


Nenhum comentário: