.

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

JOSIAS DE SOUZA: “Depois de morder Eduardo Cunha, o Supremo Tribunal Federal soprou Aécio Neves"

O jornalista Josias de Souza afirma que o Supremo Tribunal Federal virou “ex-Supremo” depois de decidir nesta quarta-feira 11 que o Congresso tem a palavra final ao decidir sobre medidas cautelares contra parlamentares.
“Depois de morder Eduardo Cunha, o Supremo Tribunal Federal soprou Aécio Neves. Há um ano e meio, em decisão unânime, a Suprema Corte suspendera o mandato de Eduardo Cunha, empurrando-o para a cassação e para a cadeia”, lembra ele, em seu blog no UOL.
“Agora, o mesmo Supremo decidiu que cabe à Câmara e ao Senado a decisão final sobre punições cautelares a parlamentares”, compara.
“Com isso, Aécio Neves terá de volta o mandato e a liberdade noturna. O aceno à impunidade exigiu um salto mortal jurídico. Alguns ministros ficaram quase irreconhecíveis”, destaca Josias, trazendo cenas dos dois julgamentos.

Nenhum comentário: