.

segunda-feira, 11 de abril de 2016

Fama incomoda Moro, que perde apoio popular e é criticado por grampos de Lula

O papel central adquirido pelo juiz federal Sérgio Moro, ao conduzir a Operação Lava Jato, já tem desenlaces que não agradam setores da opinião pública, e nem mesmo o próprio magistrado. Em palestra na noite desta sexta-feira (8) em Chicago (EUA), Moro afirmou que a fama que adquiriu, por conta de suas decisões na operação, o incomoda.
“Acho que existe foco equivocado na minha pessoa, que não acho muito positivo. Há uma certa personificação”, disse o juiz, em evento que reuniu 300 estudantes nos EUA e foi organizada pela Associação de Estudantes Brasileiros (Brasa, na sigla em inglês). Além de falar sobre o rótulo de ‘herói nacional’ e defender as manifestações populares contrárias à corrupção, Moro também falou sobre o impacto político de seus atos.
Para o juiz, “é importante não confundir Justiça com política”, negando que episódios como a liberação dos grampos telefônicos envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidente Dilma Rousseff (ambos do PT) tenham sido norteada por influências fora do âmbito jurídico e legal – sobre este fato específico, ele preferiu não tecer comentários além dos que já são conhecidos.

Nenhum comentário: