.

.
.

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Pokémon GO no Brasil pode ser proibido pelo PROCON da Paraíba

A informação vem da Paraíba, estado onde o PROCON estuda entrar com um pedido de proibição para que o aplicativo deixe de funcionar aqui no Brasil. De acordo com um jornal local, esse pedido tem como motivação a preocupação com a população e o potencial risco que o game proporciona para os jogadores.

Em entrevista para o Jornal da Paraíba, o secretário adjunto do órgão, Tárcio Nóbrega, declarou o seguinte:

“Estamos preocupados com os efeitos negativos do jogo. Vêm acontecendo mortes, assaltos, acidentes, então queremos estudar isso para conscientizar as pessoas. Ainda não temos uma ação concreta definida. O Procon se preocupa com a segurança, saúde e proteção do consumidor.”

A declaração também havia sido publicada no site oficial do jornal, mas foi retirado do ar pouco tempo depois. A ação teria sido iniciada pelo PROCON do município de Cabedelo, cidade da Grande João Pessoa, e estar prestes a ser encaminhado para o Ministério Público do Estado da Paraíba.

De acordo com o diretor do MP-PB, Glauberto Bezerra, "isso merece um estudo mais apropriado, merece análise de dados dos acidentes, do número de pessoas assaltadas". Porém, ele afirma ainda não ter conhecimento da ação e diz estar aguardando a chegada desse pedido para fazer a sua análise.



Embora a possibilidade de bloqueio de Pokémon GO nos lembre o que tem acontecido com o WhatsApp nos últimos meses, parece que a situação é mais crítica do que imaginávamos. Afinal, pelo que o secretário do PROCON da Paraíba parece ter dito, a ocorrência de assaltos e outros crimes é uma responsabilidade do game da Niantic, e não do estado e suas obrigações com a segurança da população.




Nenhum comentário: