.

.
.

sexta-feira, 7 de julho de 2017

E NO SILÊNCIO DAS PANELAS: "Temer acaba com força tarefa da PF na Lava-Jato"

O procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, um dos porta-vozes da força-tarefa da Lava-Jato, antecipou o fim do grupo de trabalho da Polícia Federal em Curitiba num post publicado em sua página do Facebook às 18 horas de quarta-feira, no qual comparou a situação à falta de dinheiro para a emissão de passaportes:
“A Polícia Federal não tem mais dinheiro para passaporte. A Força-tarefa da Polícia Federal na operação Lava Jato deixou de existir. Não há verbas para trazer delegados. Mas para salvar o seu mandato, Temer libera verbas à vontade”, escreveu Lima, referindo-se à liberação de emendas parlamentares pelo governo.
Nos últimos meses, o procurador se transformou num ativo crítico, nas redes sociais, do governo Temer e das manobras dos políticos contra as investigações da Lava-Jato. Ele passou a usar a hashtag #quemnãodevenãoTemer e #deixeosupremojulgar.
Nesta quinta-feira pela manhã, Lima fez novo post e defendeu que a população passe a acompanhar o voto dos parlamentares e não vote em quem não quer o combate à corrupção. As informações são de O Globo


Nenhum comentário: