.

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

FÁTIMA BEZERRA: "Reforma da Previdência é “continuação do golpe de 2016”

Parlamentares que compõem a bancada de oposição ao presidente Michel Temer no Congresso Nacional organizaram nesta terça-feira, 6, um ato contra a reforma da previdência e em defesa da democracia. O ato reuniu trabalhadores, centrais sindicais e parlamentares de diversos partidos.
Em nome da bancada do PT no Senado, a senadora Fátima Bezerra argumentou que a proposta, se aprovada, ampliará as desigualdades sociais no país. “O ato foi grandioso em termo de representatividade, de mobilização e de resistência contra a reforma da Previdência. Nós sabemos que o golpe parlamentar de 2016 continua em vigor no país, com ataques a democracia e retirando direitos da classe trabalhadora. Mas, felizmente a mobilização e a resistência estão falando mais alto em todo o país. Nosso grito é de muita luta e de resistência”, disse a petista.
Para a senadora potiguar, a reforma da previdência fere um direito sagrado oferecido a classe trabalhadora, que é o direito a uma aposentadoria justa e digna. “A CPI da previdência mostrou que não existe déficit na previdência. Os problemas que apresenta a previdência são frutos de sonegações de impostos e das desonerações. É precisar combater os sonegadores e banqueiros que são os principais devedores da previdência social. O governo tem é que divulgar a lista dos sonegadores e devedores da previdência, e não colocar as dificuldades nas costas dos servidores públicos”, defendeu.
Além da senadora Fátima Bezerra, o Rio Grande do Norte estava representado pela deputada federal Zenaide Maia (PR).
AgoraRN

Nenhum comentário: