.

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

ORDEM: "Governo e Comando da PM ameaçam prender policiais grevistas no RN"

O governo do Rio Grande do Norte e o comando da Polícia Militar (PM) avisaram, nesta segunda-feira, que vão cumprir a determinação da Justiça estadual de prender os policiais civis e militares, além dos bombeiros, que incitarem, defenderem ou participarem da paralisação iniciada no último dia 19. Após reunião com o desembargador Cláudio Santos — autor da decisão que obriga os responsáveis pela PM, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros a punir os grevistas —, a secretária de Segurança, Sheila Freitas, anunciou que vai publicar uma portaria informando a possibilidade de prisão para os agentes que não voltarem ao trabalho hoje.
— Em razão da determinação, nós pedimos que todos retornem às atividades. É imperioso o retorno, porque é uma determinação judicial para que eles (policiais militares e bombeiros grevistas) não incorram no crime de desobediência. É imperioso que se abram as delegacias e se faça o patrulhamento — disse Sheila.
O comandante da PM, coronel Osmar de Oliveira, disse que tem de cumprir as duas decisões judiciais que obrigam o retorno dos policiais ao patrulhamento. Além da decisão do desembargador Cláudio Santos, proferida no último domingo, a Justiça do RN já havia declarado, no dia 24 de dezembro, o movimento grevista ilegal.
— Sou solidário à minha tropa, mas temos uma determinação judicial. Conclamamos a PM a retornar — afirmou Osmar de Oliveira. As informações são de O Globo.

Nenhum comentário: