.

.
.

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

RN: "Robinson diz que vai retirar os presos do PCC de Alcaçuz"


O governador Robinson Faria disse na manhã desta terça-feira (17) que pretende retirar os presos ligados à facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) da Penitenciária Estadual de Alcaçuz. O grupo é responsável pela morte de pelo menos 26 detentos no último sábado (14). O objetivo é separar os grupos rivais para evitar novas mortes.

“Estamos iniciando uma separação. Vamos retirar os presos do PCC e separar dos Sindicato do Crime do RN. Levar para outros presídios, isso é um trabalho que tem que ser feito com muito cuidado. Vamos extrair os presos do PCC e levar para outros presídios, separar urgentemente do Sindicato do RN”, disse Robinson em entrevista ao Globo News.

Robinson, que participa de reunião com o presidente Michel Temer para discutir a crise na segurança pública, informou que também vai pedir apoio financeiro para reconstrução dos presídios e apoio logístico da Força Nacional para retomada da Penitenciária rebelada.

“Eu pedi um reforço da Força Nacional, mais homens. Essa elite especial que vai dar uma metodologia, uma consultoria à crise, pedi o avião para levar os presos para o presídio federal e mais apoio financeiro para recuperação dos presídios e construção dos novos presídios”, informou.

O chefe do Executivo estadual disse que ainda levará algum tempo para que os detentos que circulam livremente pelos pavilhões de Alcaçuz retornem para as celas. “Vamos fazer. Infelizmente isso demora a acontecer, mas é um momento novo. É a primeira vez que a União está socorrendo os estados. Até então, toda a segurança pública era nas mãos do governo estadual”, justificou Robinson.

O governador elogiou ainda a iniciativa do governo federal para buscar soluções para reverter o caos no sistema prisional de todo o país. “A União pouco participava e também os municípios. Mas agora temos um tempo novo que está nascendo aqui em Brasília, inclusive Temer conseguiu quebrar um paradigma quando resolveu ser o parceiro dos estados dando o apoio da União”.


Nenhum comentário: