.

.
.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

SEM ACORDO: "Temer descarta negociar idade mínima"

A idade mínima de 65 anos tanto para homens quanto para mulheres se aposentar, de acordo com as regras da reforma da Previdência, não será negociada pelo governo, afirmou Michel Temer em entrevista à agência Reuters publicada nesta segunda-feira 16.
“Evidentemente, o caso da idade fica difícil você negociar. A idade é fundamental para esta reforma”, afirmou.
Ele admite, porém, que alguns pontos devem ser flexibilizados, como a desvinculação do Benefício de Prestação Continuada – pago a pessoas com deficiência – do reajuste do salário mínimo e o tempo de contribuição para se aposentar com o valor máximo, que com a reforma seria de 49 anos.
A reforma previdenciária do governo Temer deixou de fora os militares, cujas aposentadorias representam 44,8% do déficit da Previdência dos servidores da União, mesmo sendo apenas um terço dos funcionários públicos federais, de acordo com um estudo da Comissão de Orçamento da Câmara.



Nenhum comentário: