.

quarta-feira, 6 de junho de 2018

PREVISÃO: "Mesmo preso Lula vence eleição e Robinson é reeleito no RN". Diz tarólogo

"Sou petista, voto em Fátima, mas vejo Robinson mais quatro anos no governo”. Com essa declaração, o tarólogo baiano Omar de Oxalá prevê o resultado das eleições deste ano no Rio Grande do Norte, após consulta aos oráculos. Para ele, a disputa será acirrada e levará Fátima Bezerra (PT) e Robinson Faria (PSD) para o segundo turno. Segundo as cartas e os búzios, o pessedista levaria a melhor. O ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), foi totalmente descartado como potencial concorrente ao governo.
Apesar de Fátima Bezerra liderar as pesquisas de intenção de voto, Omar aconselha a senadora petista a começar o quanto antes os trabalhos de articulação política pelo Interior do Estado. “Robinson quer continuar no poder. E ele tem muita garra, mesmo diante das dificuldades que passou e ainda passa para colocar o RN no rumo certo. Nesta campanha que se aproxima, vejo Robinson com a mesma energia que tinha na primeira eleição”.
A nível nacional, Omar de Oxalá prevê a volta do Partido dos Trabalhadores (PT) ao poder. Mesmo preso, ele afirma que o ex-presidente Lula ganha a eleição presidencial, mas não assume o mandato, por motivos de saúde. O vice do petista seria o novo presidente da República. “Lula é um exímio articulador. Ainda tem poder e carisma de sobra. Ele conta com bases fidedignas. Contudo, também vejo ele cercado de pessoas falsas. A cartomancia mostra que ele deverá redobrar os cuidados com a saúde. Sua intenção principal é trazer o PT de volta ao poder”.
Com relação à Copa da Rússia, Omar diz ter a certeza que de o Brasil chega à final do mundial. No entanto, os brasileiros viverão um ‘déjà-vu’ lamentável – “As cartas mostram que seleção perderá para a França. É realmente triste, mas vejo uma imagem feminina e outra de flores, o que deduz ser a França, até pela sua tradição e fama com perfumes”.
Importantes seleções irão se desclassificar ainda na segunda fase do campeonato, mas o Brasil seguirá com tranquilidade até a final.

Nenhum comentário: